sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

QUEM SABE SE...

Quem sabe se
Um grande amor me acontecer
Não que estivesse eu a buscar
Tampouco saberia direito o que fazer
Restando-me o simples amar

E ele, o meu grande amor
Viria assim
Navegando em velas ao mar
Trazendo consigo na viagem
Muitos dos meus sonhos
Que sequer ele possa imaginar

Quem sabe se
Um grande amor me acontecer
Assim, como um convite para voar
E percebendo asas em mim crescer
Consiga das correntes me libertar

E na mira de um olhar
Subo eu ao mais alto monte
Desse me atiro a rasgar os céus
Sorvo no rosto o vento da cordilheira
E voou, me perdendo na imensidão
do meu próprio horizonte


É com a alma enlevada
Que sigo plainando
Sobre brancas nuvens em véus
E a montanha se faz majestosa

Quem sabe se
Um grande amor me acontecer...

Guerreira Xue