quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

HISTÓRIAS REPETIDAS


Quando as histórias do Acridiano
se concluíam
Os personagens ficavam livres
Para viver a vida que bem queriam
E o livro que era de todos escondido
Onde ninguém soubesse sequer
Pois era do feitiço proibido
A fonte de todo aquele poder
E por alguma razão qualquer, as criaturas
Por mais estranho que possa parecer
Sem alterar os pontos e as vírgulas
A mesma história do livro, todos repetiam.
Guerreira Xue












"Tell Me a Story"
https://maps.secondlife.com/secondlife/Porto/12/132/22