sexta-feira, 30 de setembro de 2016

O Homem e sua Existência

A História do homem acontece desde os primórdios, e ainda nenhum pensador, até hoje, conseguiu decifrar de maneira conclusiva, o porquê de sua existência.

A natureza, dos animais e das plantas, dos céus e da terra estão lá, a espera de respostas.
O homem é uma criatura que subjuga, ameaça, e mata para provar uma superioridade contraditória, para si próprio, enquanto banaliza a vida do seu igual.

“Salvem o planeta, pois ele precisa de você”, diz o slogan. Mentira! O planeta nunca morrerá, nós sim, e quando isso acontecer de fato, as florestas voltarão com força, os animais, os que restarem, correrão livres, e as águas voltarão límpidas como na primavera.

A maioria dos homens, e mulheres, há muito perderam sua sensibilidade ao assistir somente coisas tristes e negativas acontecendo, e as mesmas são mostradas todos os dias, e em tempo real na televisão. Então agora tanto faz que morram de fome, de bala perdida, de câncer, ou de abandono, ou executados na guerra, ou numa viela qualquer do mundo.

Os humanos, somos nós,  em seus cultos pseudo- religiosos se proliferam feito animais irracionais que são, para depois achacarem-se com a escravidão na visão distorcida de poder, e quando necessário matam-se com requintes de crueldade. Ou porque a comida não chega para todos, ou porque é mais lucrativo vender armas.

 Os Filósofos agora se reviram nos túmulos, por imaginar o quanto estavam errados sobre a evolução intelectual da espécie. Pois o homem não evolui nunca, e só repete as mesmas sandices através dos séculos. A grande maioria segue seus lideres sem precisar pensar, ou perguntar... E assim vão vivendo e morrendo de qualquer jeito.

E o que realmente interessa nessa ciranda? Não sei. Talvez as grandes conquistas capitais, as obras faraônicas, ou deixar algum grande título para a História humana,
De qualquer maneira, a pergunta ainda segue sem resposta.

Guerreira Xue