sábado, 21 de setembro de 2019

13ª PRIMAVERA DOS MUSEUS

Se liga na programação do Museu Santa Casa de São Paulo


VISITAÇÕES E CONTATO
CONTATO
Telefone: (11) 2176-7025
E-mail: museu@santacasasp.org.br
VISITAS
Individuais
De segunda a sexta-feira, das 09h às 16h.
Entrada franca. Não é necessário agendar.

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

AMOR CANIBAL

Valdeck Almeida de Jesus - poeta, jornalista e escritor.
Site www.galinhapulando.com


¿Donde encontrar
esta magia instantánea?
¿corazón despedido?
¿momento emocionante?

¿Cómo parar
esta morbosa curiosidad
por amor surrealista?
¿Passion de telenovela mexicana?

¿Está en la carta astral,
en la cubierta gitana,
en cartas del tarot,
en ese callejón escondido?

Busco lo improbable
destellos de milagros
Cupido romanesco
morir de amor...

¿Quieres comerme¿



AMOR CANIBAL

Onde encontrar
esse mágico instante
disparado coração
emocionante momento?

Como parar
essa curiosidade mórbida
por amor surreal
paixão de novela mexicana?

Está no mapa astral
no baralho da cigana
nas cartas de tarô
naquele beco escondido?

Busco o improvável
lampejos de milagres
cupido romanesco
pra morrer de amor.

Tu quer me comer?
Imagem relacionada


Este "Poema Canibal" foi inspirado na fala "Tu quer me comer?", de uma personagem da Trilogia Infernal de Micheliny Verunschk, cuja escritora ministrou oficina de literatura no projeto Escritas em Trânsito, da Fundação Cultural do Estado da Bahia - Funceb

terça-feira, 17 de setembro de 2019

QUEM É VOCÊ?



Quem é você criatura, que na noite interminável
Sorrateiramente desliza pelas calçadas
Com as mãos inchadas e os pés calejados
De barriga murcha e cheia de uma fome inominável

Quem é você, que implora por um pão
E quando bate na porta errada
Leva subitamente com a cara no chão

Quem é você, que na noite alta
E na confusão das ideias
Põe-se a meditar
Naquilo que não teve, e no que sentiu uma vez

São lembranças tão distantes,
Que nem vale a pena recordar
E quem é que se importa ou pergunta

Quem é você criatura seminua
Que quando mal aparece dia
É confundido com o lixo da rua.

Guerreira Xue