segunda-feira, 19 de novembro de 2012

NATAL COM JESUS

Quando Jesus entrou para aquela família maluca, nunca esperava que fosse ser tão surpreendentemente feliz.
A menina Serena adorava passear pela margem do rio e num dia  de sol, quando tudo aconteceu. andava  ela a cruzar a ponte   quando se distraiu vendo a função das formigas e  sem perceber pisou numa tabua solta, se desequilibrando e xuaaaaaá... cai n'água. E por causa do susto ou da água pesada, não se sabe, pois era exímia nadadeira, ela ia morrendo afogada, não fosse "ele" á socorre-la . O que se passou a seguir foi interessante porque, ele era um vadio mesmo...Vivia pelas vielas, se alimentava quando alguém se dispunha a doar-lhe  algum alimento, pois do contrário era no lixo mesmo que ele se mantinha. Uma tristeza!
Neste dia em questão e por acaso estava "ele" também passeando pela margem do rio, pressente quando a pequena caiu, seu ato foi um reflexo, sabia que precisava ser rápido e foi... Fez um barulho tão grande que a maior parte das pessoas das redondezas correu para ver o que se passava. A cena era impressionante, ele arrastara a pequena para margem e  tentava chamar a atenção para alguém auxilia-lo, nem sabia nadar direito e foi por uma daquelas coisas do destino que também não se afogou, tentando resgatar a menina.
Levada para o pronto socorro, Serena precisou ficar dois dias internada, havia bebido muita água suja, e milagrosamente tinha sido salvo por Jesus, o vagabundo.
_Jesus! Quem é este papai? Perguntou ela  quando acordou. Mas  não esperou a resposta e dormiu profundamente de novo....
Quando Jesus saiu do rio, se feriu com um galho seco, mas estava muito cansado para perceber, e todos acudiram a menina até tiraram fotos dela junto com seu salvador, e quando a levaram para o hospital Jesus ainda estava lá, tentando se recuperar, até que se foi  embora mancando.
Dois dias depois era 24 véspera de natal, e Jesus ainda não estava bem, perambulava pela cidade quase sem sentir, queria calor. Fogo precisava encontrar um fogo e rápido. Mal se aguentando em pé entrou por uma porta onde haviam vozes e tinha luz porque de resto, a cidade parecia vazia e estava nevando muito esta noite.
Todas as famílias da cidade, incluindo Serena e seus pais, encontravam-se a igreja era noite de natal e haveria missa com direito a cerimonia de "lava-pés" e tudo. Aquela coisa de pregar humildade sabe.
As vezes pensamos que a vida é muito previsível porém algumas surpresas podem acontecer, ainda bem!
No meio do "sermão da montanha" ele entra lentamente  pela porta principal e caminhando direto para o altar,  perto do presépio montado, ele se deita nas palhas do lado pequeno cristo.
Definitivamente Jesus morreria ali. O padre então diz a um dos coroinhas:
-Tire-o pra fora Carlos ele vai enlamear tudo.
-Mas padre, este é o Jesus! E todos na igreja se voltam para o presépio e se faz um burburinho de reconhecimento. Era Jesus.
Serena que estava distraída, ao ouvir tais palavras se volta e pergunta ao pai:
- É ele papai? Com a resposta afirmativa do pai, Serena vai se aproximando discretamente do altar e o cobre com seu xale, o pega delicadamente no colo e sai.
Se a missa do Galo continuou Serena não sabe, mas hoje bem mais velha ela compreende que aconteceu o inusitado naquela noite...Ela salvou seu Jesus que a havia salvo também.
Acreditem se quiser, o Jesus de Serena ficou manco por que seu ferimento foi grave. Era conhecido por este nome por causa de um velho pescador que o encontrara numa cesta de vime boiando no rio e a primeira coisa que o tal pescador disse quando o pegou foi: -Jesus!
-Meu Jesus é perneta, cheio de cicatriz, tem um olho vazado e é feio pra burro, mas é meu amor, meu cão.
 E toda vez que alguém prega o amor incondicional, Serena compreende e acredita em sua existência  Todos temos ou somos, um Jesus.
                     
.                                       Imagem da Net