segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

MAIS UMA VEZ É NATAL...



Hora dos desejos…
Nos tempos que correm,  ser feliz é quase que um devaneio momentâneo.
Tanta violência, fome, desavenças em família.
É difícil sorrir quando perdemos um ente querido,  ter esperança quando temos alguém com câncer em casa ou quando o pai perdeu o emprego e a mãe está deprimida, ou quando aquele velhote não esquece os horrores da guerra. Os problemas são tantos…

De alguma forma  cristãos ou não, todos conhecem o Natal e podem nem acreditar muito, mas reconhecem o valor da fé e esperança que este dia representa com sua simbologia.
É claro que existe todo um comercio que ganha muito com a data, mas compra quem pode, e mesmo quem às vezes não pode, faz um esforço para presentear quem gosta muito.
No Natal as armas caem, a bandeira da paz é hasteada, e o povo reúne-se em qualquer lugar, seja em casa, barracos, ou nas ruas do mundo.
 Hora de fazer nossa oração e criar uma grande corrente de energia sobre o planeta.

De joelhos e contritos nesta hora sagrada, uma voz interior clama por Paz… Quero paz por toda a terra, comida em toda mesa e generosidade nos corações.
Espalhem a notícia e... Feliz Natal!