domingo, 27 de setembro de 2015

A BRUXA DESENHADA (part1)

Leléu era artista de rua e não podia ver um muro que logo pintava. O apelido ele ganhou na infância, pois o cara vivia num mundo de sabe Deus.
Um dia Leléu desenhou uma bruxinha junto à sombra dos ramos. Ela trazia na cabeça nuvens de algodão e borboletas pela volta. Queria ter feito mais, mas a tinta acabou. Orgulhoso de seu feito, o rapaz trouxe os amigos para verem sua “obra”, porém o muro estava vazio.

Inconformado com a troça dos amigos, Leléu prometeu voltar de manhã para fazer novamente a pintura de que falara. E quando o dia amanheceu ele voltou munido de tintas e pinceis. E não é que a bruxinha estava lá do mesmo jeito que ele havia pintado!
Guerreira Xue