segunda-feira, 24 de abril de 2017

FLORES NA JANELA

Percebo as flores na janela
Depois de um longo inverno
Já anseiam pela primavera
E elas, as minha flores
Valentemente se repetem
Ano após ano
No mesmo interminável ciclo
Como eu
E aquele reflexo da luz no vidro
As faz pensarem que não estão só
E que o mundo lá fora floresce
Espalhando seu cheiro de polem
Concordo com elas em não desistir
O inverno foi bom
Também eu penso que não estou só
E o que vem com a primavera é ainda melhor
Porque as minhas flores na janela
Que antes muito tímidas
Alegremente estão a renascer
Como eu

Guerreira Xue