quarta-feira, 30 de outubro de 2013

O MUNDO NAS MÃOS

Girando lentamente o globo terrestre, ele é interrompido pelo companheiro
-O que voce faria Miguel, se pudesse mudar a terra?
-Eu não sei...Acho que não mudava a "terra" e sim as cabeças que nelas moram.
-Como faria isso? Pois pode o mundo girar e todos se seguram nas mesmas ideias, o que acabam sempre na mesma porcaria.
E ele responde novamente.
 -A consciência comum, talvez seja a palavra chave que abriria mais portas que se possa imaginar. Não há sistema único que salve, mas sim um conjunto deles.
Abismado João retruca:
-Não é atoa que fostes escolhido para faxinar. Pare de sonhar homem, a humanidade não fala a mesma língua, não se entende, e sequer se importa.
-Não me importo de fazer limpeza, acredite. Todos devemos exercer nossas funções com orgulho, mas quando encerro minha jornada de trabalho, e tiro este meu uniforme, fico pessoa somente. E como gente pensante, sou produto do meu próprio pensar. E sem pensar, não há consciência.
João tinha admiração por Miguel, que mesmo simples, dizia coisas lindas.
-Terminemos logo, a loja abre em minutos.
Guerreira Xue
                                                                                            Imagem Net