quinta-feira, 21 de abril de 2016

Só na Minha Imaginação

“Morte, morte me leva, me leva sem piedade
Porque pra vida estou morto não tenha qualquer bondade
O sonho se espatifou como jaca e melancia
Não precisa ser formado nem mesmo ser um doutor
A palavra tem mais valor que você e uma gia
Se alguém pudesse ver os meus olhos nesse instante
Não veria outro rompante, só ódio, fogo e carvão
Desprezo doendo o peito e a alma 
De um dia ter sido enganado por alguém sem coração
Se todo (des)humano tivesse cabeça, juízo e noção
Pensaria antes de magoar um grande amor
Todos sabem que é preciso ter alguém por perto
Nossos sonhos, as tristezas que o tempo nos trouxe
Quando acordamos, é mais um ao lado
Pra dar força a esperança hoje
Não precisa ir longe, reconstrua a paz
Mas de que adianta ter sentimento
Se o grito sai do peito explodindo feito um jumento
A mentira tem pernas curtas
A verdade, sim, aparece e permanece
Um dia quem se esconde aparece
Fica com a cara no chão mexendo sem ter palavras
De um dia ter magoado a quem não merecia
Apenas queria um troféu nas mãos
LUTA, diz o guerreiro, MARCHA, segue sem tino
ESPADA EMPUNHADA, AVANTE!
Mas falando, isso não é nada, cala e não tem coragem
Esta, sim, deixa uma margem nas mãos do seu companheiro
Saudades eu tenho, não nego, com toda sua grandeza
Só na minha imaginação de ouvir tanto palavreado
E de um dia ter sido engando por alguém sem coração
Vem perguntas sem respostas, cobranças, raiva
Desespero, aflição, uma overdose de humilhação
Amigo, veja o que digo na sua frente
Guarde bem contigo esta semente
Hoje lhe deixo trancafiado, estrada sombria
Cansado de ouvir tanta hipocrisia
Tudo isso me deixa arrepiado
Mas se um dia fui humilhado, pagarás sem perdão
O céu amanheceu triste, calado, sem luz no sertão
A noite chegou ligeiro, sombria no meu sertão brasileiro
Porque um dia fui enganado por alguém sem coração.”

(Mj...11/02/2013 – Pensamentos Imediatos)
https://www.facebook.com/EscritosLusoBrasileiro/
https://www.facebook.com/maria.aguiar.319?fref=ts