terça-feira, 16 de julho de 2013

O Principe e a Escrava

Ela era a bela princesa
De uma grande nação
Ele era o principe de outra
E ambos não conheciam a servidão
Um dia veio a guerra
E com ela também a escravidão
De moça altiva e orgulhosa na terra
A jovem alteza, passou a submissão
E ele, o principe, ao dar por ela,
Tinha-lhe verdadeira paixão
Porém ela era cega
Não percebia qualquer emoção
Somente  mágoa e rancor
Habitavam em seu coração
E foi num dia de viração
Em meio a enorme perturbação
A jovem furtivamente sumiu
Sem deixar vestígios, na vasta escuridão
E reencontrando a seu povo
Retomou a sua antiga posição
O tempo passou...
E seu pequeno exército cresceu
Mas aquela  raiva continuou
E armando-se para o confronto
a guerra mais uma vez voltou
Agora aquele ia ver
O que era humilhação
porque dessa vez, ela venceu
E o moço se fez humilde e cativo
Da moça altiva e orgulhosa
Que sem saber ele a tinha em seu coração.
Guerreira Xue

                                          Imagem da Net