terça-feira, 14 de março de 2017

AS MULHERES

Tanta cultura para no fim das contas sermos, nós humanos, reduzidos a feras incontroláveis que matam pela comida, pelo sexo, pelo território e pelo status.
O interessante é que apesar de sermos literalmente filhos da mãe, menosprezamos nela, na mulher, o poder da criação.O Mundo é machista e preconceituoso e por causa dos egos inflados, os filhos crescem e vão contra os princípios ensinados pela própria mãe.

As mulheres lutam desde os primórdios para criar e sustentar a família como se essa fosse uma instituição, tornando-se o pilar da sociedade. Contudo isso não é tudo, pois há diversidade dentro própria família, como os casais homossexuais, e esses também seguem dando continuidade constituindo uniões estáveis, provando que tudo pode e deve ser respeitado. São afetos que tornam os laços familiares fortes.

Somos um amontoados de informações, desde a hora que nascemos até morrer. Talvez nesse percurso percamos o nosso próprio prumo, pois o animal social ainda é um individuo, e tem que conviver frequentemente consigo mesmo.
Quando não há respostas, o bom senso é que devia prevalecer.
Guerreira Xue