sábado, 29 de abril de 2017

A MONTANHA TEM FEITIÇO

É no alto da grande montanha
Que a velha  encarquilhada pelos anos
Mirando firme no horizonte
Se poe a meditar

Bem ali, onde o vento sopra mais forte
É que suas lembranças afloram
sem hesitar
Abuelita que há muito tempo é surda
E afirma com um sorriso no olhar
Que escuta a música do vento
Para ela assoviar
E ela diz que o som é familiar
A faz recordar, sentir alento

Eu sei e todos sabem
Que o tempo não vai voltar
Mas abuela
Ela diz que escuta tudo
As crianças passarem correndo
Lá embaixo em alvoroço a brincar
Ouve o chiado da chaleira anunciando
Com seu borbulhar

E num lampejo de felicidade
Vejo eu aquele rosto enrrugado
se iluminar
Essa montanha tem feitiço grande
Que faz a minha velha retroceder no tempo
E no passado querer ficar

O sol já está longe, temos que voltar
E a hora se faz bem adiantada
Quando nós dois, solitários
Descemos da grande montanha
Porque a avó só volta com a promessa
Que no dia seguinte iremos retornar.

Guerreira Xue