quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Tempestade

Era uma noite de lua
A casa estava vazia
Os corações estavam cheios
E a minha alma era tua

O sorriso era de alegria
Uma hora veio a tempestade
E arrastou voce para rua
Levando consigo a serenidade
que dentro de mim havia

E me perdi de voce...
Quando parou a ventania

... A noite amanheceu
E o mundo  inteiro se quebrou
E dos cacos,
que de mim se desprendeu
Um pedaço seu em mim ficou

E se acaso, não mais te encontrar
Minha alma por vezes
chora
Só não fico mais vazia
porque te guardo seguro agora
Onde vento algum pode arrancar


Guerreira Xue/Hilda Milk