sábado, 5 de abril de 2014

AQUELA FRESTA

AQUELA FRESTA
Do grupo das cem palavras

- Alguém faz favor de fechar a merda desta cortina!
Silencio 
Ela estava inerte no escuro, havia semanas. Perdera a vontade de viver, o seu companheiro de vida morreu, deixando-a para trás. Todos saíam para seu lavoro diário, e a nona ficava ali, vazia. 
O diabo daquela fresta incomodava agora... Era uma luz aquecendo a pele, e a senhora não queria sentir nada. Tentou fechar os olhos, tapar a cabeça, virar de costas e não adiantava. “Não quero, não quero.”
Num rompante de sentimentos ela salta da cama, ia fechando a maldita cortina quando, espia lá fora. Era o sol!
Guerreira Xue