domingo, 15 de janeiro de 2017

INVERDADES

Quando verdades e mentiras confundem-se, existem duas alternativas, ou a ignoramos e seguimos adiante, ou não ignoramos ainda tendo que seguir adiante. O peso da verdade, como bem o peso da mentira depende mais de valores pessoais, porque verdade ou mentira não dói, o que machuca são as pessoas.

Era dia de formatura, e sua mãe, apesar da idade avançada, estava radiante.
Estou bem filha? Perguntava sorridente para a Valesca que finalmente concluíra o curso universitário de contabilidade e Valesca sabia da importância do momento para ambas, de maneira que respondeu logo: "Estás maravilhosa mamãe".
A história de vida dessas duas mulheres é tão incrível que parece inacreditável, e mesmo depois de anos ainda restam lembranças fortes, e difíceis de serem esquecidas.
Filomena era casada com Paulo um fazendeiro abastado e tinha um filho.Alberto era jovem, bonito e com um futuro promissor. Na época o pai era plantador de mato e criava bois no pasto, de maneira que a vida financeira era bem tranquila. Foi num desses percalços da vida que Alberto acabou por engravidar uma moça, Maribel que era prostituta de um bordel, e terminou por leva-la para casa por causa justamente do bebe.
Filomena jamais imaginava que fosse ser avó em tais circunstancias, mas afinal era neto, e seu neto não ficaria sem teto.
Os meses passaram, e quando foi para ganhar o bebe correu tudo normalmente, e com toda assistência necessária a nenê nasceu com saúde e linda. "Valesca"
Mas a vida reservava mais surpresas... Ao chegar em casa de volta do hospital, o jovem casal se desentende  por alguma razão, e aos gritos e ofensas verbais a mãe joga a recém nascida no chão. Ao perceber o que se passa a avó pega a criança e ao coloca-la no berço, do quarto arrumado e enfeitado com todo carinho, retorna ao quarto do casal e pega a nora pelos cabelos e joga-a no chão surrando-a como se fosse uma selvagem.  Maribel foi de novo para o hospital, e Filomena foi presa em flagrante por agressão física a uma parturiente.
O Paulo contratou advogados para defende-la, e gastou uma pequena fortuna para livrar a esposa da prisão.
Maribel, ao sair do hospital, desapareceu sem deixar qualquer rastro. Alberto continuou a morar com os pais e a pequena Valesca, que foi crescendo... Muitas foram as vezes, que Alberto disse que Valesca não era filha dele, e que Maribel só escolhera o "trouxa mais rico para depenar".
Filomena não ligava se era ou não, só sabia que Valesca era sua filha  e ia poupa-la de mais sofrimento e abandono.
Na realidade as coisas não correram exatamente assim! Porque Alberto não tinha mesmo juízo na cachola, e acabou por se tornar viciado em drogas. Quando tinha dinheiro era bem, quando não tinha ele carregava os objetos da casa para vender. E foram as jóias, dinheiros, móveis... Qualquer coisa servia para aliviar a dívida na "boca de  fumo ". O sujeito ficava muito louco, tanto que um dia tentou violentar Valesca.
A situação ficou tão insustentável que culminou com Filomena sair de casa, de mala e cuia com Valesca a tira colo. E Paulo ficou com o filho, que além de drogado levou-lhe o resto da fortuna para o buraco.
Então pergunta-se nesse momento o que serve, a verdade ou a mentira?
Pois anos mais tarde descobriu-se, por exame DNA, que Valesca não era  filha de Alberto. Talvez Valesca tenha sentido algum alívio, mas para Filomena isso pouco importava.
E hoje estavam ambas realizando um sonho. A campainha toca... Era Paulo chegando, e trazendo consigo mais abraços.

Guerreira  Xue