terça-feira, 24 de setembro de 2013

ENTRELAÇO

A vida dá suas voltas em compassos
É como se fosse um tango,
Ora girando veloz feito um pião
Ora lento feito abraços do coração
E conforme segue o ritmo todos vamos dançando
A mágica acontece na hora do nascimento
Aquele enorme salão é o espaço do tempo
Ali  ninguém se conhece
E numa espiral de movimentos ocorre a transformação
O dia vira noite, o novo, vira velho
O gelo vira água e o afago, vira açoite
E os sonhos...
Áh!
Estes são bolinhas de sabão
O que tinha importância, fica agora secundário
E por uma razão qualquer,
Nossos melhores sentimentos, escondemos no fundo do armário
Guerreira Xue

                              Imagem Net