sexta-feira, 27 de setembro de 2013

MEU FILHO, EU...NÓS!

Perdi o sono
Fui até o quarto de meu filho
Me sentei no chão pertinho dele
Um facho de luz o iluminava
E me recordei
De minhas preocupações quando ele era pequeno
Temia que ele se atrasasse na escola
Aquela lembrança me fez sorrir amargamente
Ele não se atrasou na escola,
Ele simplesmente não conseguiu ir.
Olhava com muito amor
Aquele homenzarrão...
Meu pequeno grande homem
Quanta estrada tínhamos feitos juntos
E não falo so de quilômetros
Falo de estradas espirituais
Mas nem sempre isto era o suficiente para me consolar.
Seu modo inocente de dormir...
De um homem criança
Que acorda de madrugada
E vem para meu quarto
Dizendo que esta com medo.
Mando ele se deitar comigo,
O abraço forte e digo que não precisa ter medo,
Porque mamãe esta ali com ele e o protegerei.
Mal sabe ele que eu tenho muito mais medo do que ele,
Eu é que devia ir pra sua cama.
Eu tenho medo do futuro,
Medo de não conseguir leva-lo
Até onde ele esteja seguro antes d'eu partir.
Medo de deixar o vento me tocar e voar com ele,
Preciso manter os pés no chão,
Mas a mamãe deste rapaz autista, foi feita de sonhos
Sonhos e lutas para atingi-los.
Hoje não tomo mais banho de chuva
Não corro sorrindo
Para encontrar alguem que amo para fazer amor;
Hoje... corro contra o relógio,
Para dar banho no meu rapaz, fazer a sua barba...
Hoje, corro para sentir seu olhar doce.
Me entristeço profundamente quando ele fica nervoso
Depois tento compreender o porque
E quase nunca consigo.
Depois tento entrar em seu mundo,
Depois tento sair do seu mundo,
Depois tento entrar no meu mundo,
Depois tento sair do meu mundo...
O dia ja vai amanhecer.
Minha vida esta se desfazendo no amanhã,
Preciso viver o hoje
Com o vento me tocando
Me molhando na chuva grossa
De uma tempestade violenta
Que o céu anuncia!
Rosemary mantovani

                     Imagem da Autora