sexta-feira, 20 de setembro de 2013

REFÚGIO DE MIM

Presa em meu pequeno mundo
Percebo agora como sou pouco
Quase um nada
E até a poeira que desliza ao sabor do ar
Mesmo imperceptível
Tem seu valor
E somente a brisa que a carrega
Sabe
E esta tristeza que me invade
Faz-me crer que há o que serve
E o que não serve

Queria tantas coisas na vida,
Mas neste exato momento
Haaaa...
Deixe estar
Isso não é hora dos desejos
Quando muito talvez
Seja tempo de recolher  as asas
E me refugiar em qualquer lugar,
Até esta coisa...
Passar.
Guerreira Xue
                                                                Imagem da autora