domingo, 23 de março de 2014

EU ME LEMBRO...

EU ME LEMBRO...
Eu me lembro de quando li pela primeira vez uma frase inteira. Me senti descobrindo o mundo pelas palavras de uma maneira  tão especial, e eu francamente não conseguia parar de folhear. E eram livros, jornais, revistas, a bíblia. E quando a professora me pedia para escrever uma pequena composição, eu não sabia. Risos...
Lembro também que não sabia que a minha mãe estava viva até ve-la novamente com sete anos sã e saudável. Adultos piedosos, e suas mentiras deslavadas.
Eu queria muito escrever, mas a porcaria das palavras simplesmente não saiam. Eu não tinha argumentos, não sabia falar sem me repetir, dizia o que não sabia, então por alguma razão, tudo que eu escrevia me parecia soar falso.
Eu me lembro do primeiro livro... Me lembro também que depois que terminava a leitura, não tinha com quem conversar sobre o assunto.
Me lembro de quando li maravilhada a constituição dos Estados Unido Da América. Pensava que como vivíamos a censura do militarismo no Brasil, um dia seriamos livres como eles. Mais risos...
Lembro dos meu irmãos e das artes que aprontávamos... Dos livrinhos de bolso, Tex, Rex e outros nomes de Cowboy que me esqueci agora.
Lembro também, quase me esquecia, dos quadrinhos da Disney, do Mauricio De Souza, dos Super Herois e eram Batman, Super Homem, Capitão America, homem elástico. etc, etc...
Lembro das revistas Claudia, Contigo, Seleções, Capricho, Cruzeiro, Sétimo Céu, Amiga, Manchete...
.Lembro de como foi difícil concluir...Os estudos. Queria ter sido engenheira agrícola.
Lembro dos livros guardados no sótão da casa de minha vó, improprio para menores, que ia surrupiando bem discretamente, e escondendo debaixo da cama.
Lembro da escola, dos colegas...figuras distantes e indiferentes. Acho que por não ter ficado parada lá e fixado residencia, estes foram sumindo naquilo que chamamos de amizade. Não perdurou infelizmente.
Hoje em meios a lembranças eu penso...
Lembro do medo, da solidão, do esquecimento, e fico a perguntar-me.
Será que alguém lembra de mim? Acho que não, era insignificante demais para ser lembrada.
Guerreira Xue
                           Imagem Net