sábado, 3 de novembro de 2012

Noticia Sobre A Mulher Com Um Fato De Mergulho...



Noticia Sobre A Mulher Com Um Fato De Mergulho Vestido A Observar De Binóculos Os Pássaros Nas Árvores

Era uma vez uma mulher que toda a vida tinha sido alegre, que se ria por tudo e por nada, que tinha o humor à flor da pele. Um dia encontrou um homem triste, sisudo e resmungão, por quem se apaixonou. Como ele lhe correspondeu, ela deixou-se levar pelas palavras mansas com que a aldrabou, prometendo que no futuro ia ser um homem feliz. Apesar de por vezes conseguir que ele esboçasse um sorriso, com o passar dos dias e dos anos foi ele que levou a melhor, ela esqueceu-se de sorrir, de rir, e finalmente já nem sequer se lembrava como é que podia ficar bem disposta. Quanto a ele, também esqueceu por completo a sua promessa, apesar de se sentir muito feliz por ter ao seu lado uma mulher cada vez mais parecida consigo. Como moravam numa aldeia recôndita e vendiam livros pela Internet, pouco contactavam com outras pessoas, de modo que o silêncio e o isolamento os foram transformando lentamente em seres estranhos, até para eles próprios. De vez em quando ficavam pasmados a olhar para o espelho, admirados com o aspecto que tinham e que em nada se assemelhava ao que tinham sido. Até que um dia, em que ela mais uma vez se espantava com a imagem no espelho, percebeu que estava farta da vida tão sem sentido que os dois tinham conseguido ter, juntou os seus pertences  e foi viver para uma cabana na lagoa de Óbidos, perto da qual foi há pouco tempo vista com um  fato de mergulho vestido, a observar de binóculos os pássaros nas árvores.

*************************fim********************************
Paula Justiça.